Skip to content

Blefaroplastia

Blefaroplastia

A Blefaroplastia é a cirurgia corretiva das pálpebras. Esse procedimento é realizado para corrigir o excesso de pele e gordura da região palpebral, mas também pode tratar o mal-posicionamento dos cílios (entrópio e ectrópio), a dificuldade de abertura palpebral (ptose palpebral), a exposição da conjuntiva da pálpebra inferior (scleral show) ou a frouxidão excessiva da pálpebra inferior. A correção adequada destes problemas traz grande alívio funcional além do benefício estético de um olhar mais descansado e rejuvenescido.

Existem limitações para este tipo de cirurgia e a principal é quanto ao resultado esperado. Muitas vezes o paciente deseja reverter o envelhecimento facial somente com a cirurgia palpebral. Mesmo que este tipo de cirurgia traga um certo rejuvenescimento à região, ela não poderá por si só corrigir problemas extra palpebrais frequentemente associados. A Blefaroplastia simples não corrige por exemplo a queda dos supercílios, o envelhecimento cutâneo ou a ação excessiva dos músculos glabelares (entre as sobrancelhas).

A blefaroplastia, apesar de ser um procedimento simples e rápido, deve ser realizada no centro cirúrgico. Pode ser feita com anestesia local, local e sedação ou mesmo geral conforme a indicação do cirurgião plástico e do anestesista, mas habitualmente é realizada sob anestesia local e sedação. Neste procedimento, quando há excesso de pele e gordura estes são retirados, mas existem situações em que somente a pele ou a gordura são tratadas. Conforme a indicação, podem haver incisões externas (na pele), internas (na conjuntiva) e associações de técnicas como laser.

O pós-operatório da blefaroplastia é geralmente tranquilo, raramente observamos dor além de um ligeiro ardor no primeiro dia. As pálpebras podem ficar inchadas e com equimoses (manchas roxas) nos primeiros dias, mas isto pode ser disfarçado com cosméticos ou óculos escuros. Por ser uma região

do corpo humano muito vascularizada, a cicatrização ocorre rapidamente e as cicatrizes desta intervenção geralmente são pouco perceptíveis.

Cabe ao cirurgião plástico avaliar a condição clínica do paciente e se existe a indicação para a cirurgia proposta. Com a indicação correta, os riscos deste procedimento são mínimos. Esta cirurgia é especialmente benéfica para os pacientes com problemas funcionais das pálpebras, como perda de campo visual por excesso de pálpebra superior, irritação ocular por laxidão da pálpebra inferior, dificuldade de abertura ocular entre outras. Existe também o benefício estético para os pacientes com excesso de pele e/ou gordura palpebral, pois a blefaroplastia melhora o aspecto “cansado” do olhar.

A blefaroplastia é uma das poucas cirurgias plásticas que tem uma procura semelhante entre homens e mulheres. Apesar da cirurgia ser a mesma, as indicações variam para os sexos. Nas mulheres é comum se associar outros procedimentos para se obter o melhor resultado estético, como suspensão de supercílios, tratamento da musculatura glabelar ou outros procedimentos na região peri-orbitária. Já nos homens geralmente a cirurgia se restringe às pálpebras e muitas vezes a procura para esta cirurgia se dá por problemas funcionais.

Blefaroplastia
Back to top