Mamoplastia redutora: cirurgia plástica para diminuir o tamanho e peso das mamas

Mamoplastia redutora: cirurgia plástica para diminuir o tamanho e peso das mamas

MAMOPLASTIA REDUTORA

A Mamoplastia Redutora é a cirurgia para redução das mamas, indicada para mulheres que possuem mamas com tamanho e peso excessivos.

A Mamoplastia Redutora ou redução de seios tem sido muito procurada por mulheres que se sentem mal pelo tamanho das mamas, seja pelo aspecto emocional, como por desconfortos físicos, porque o peso das mamas acaba comprometendo a coluna, os ombros e o pescoço, provocando dor.

A paciente com mamas grandes nunca está confortável. Ela está sempre querendo usar roupas que escondam ou disfarcem, não vão à praia, chega ao ponto de não ficar nua para ter relações porque ficam inseguras para se expor.

 

INDICAÇÕES DE MAMOPLASTIA REDUTORA

A Mamoplastia Redutora é indicada para mulheres que se sentem mal por causa do tamanho excessivo;

Adolescentes que já estão com o volume estabilizado das mamas, cerca de 2 anos após a primeira menstruação, que possuem mamas grandes que se destacam muito;

Sentem dores por causa do peso dos seios;

Mulheres que passaram por cirurgia bariátrica e ficaram com os seios flácidos;

Àquelas que perderam peso e estão com excesso de pele;

Pacientes que não conseguem fazer atividade física ou outras atividades, por causa do tamanho das mamas;

Mulheres que reclamam de assaduras embaixo das mamas, principalmente, em dias quentes.

 

QUAL A IDADE ADEQUADA?

Para fazer a mamoplastia redutora, é importante que o desenvolvimento da mama esteja estabilizado. Isso acontece em aproximadamente 2 a 4 anos após a garota menstruar pela primeira vez.

 

PREPARATIVOS PARA A MAMOPLASTIA REDUTORA

Antes de fazer a mamoplastia redutora, eu costumo fazer algumas sugestões:

A orientação é para a paciente emagrecer, caso seja necessário, até o peso adequado. É importante que isso aconteça porque se depois da operação, houver mais emagrecimento, a mama volta a ficar flácida e pode cair.
Outro ponto fundamental que precisa ser observado antes da cirurgia é a escolha do profissional. Sempre escolha um cirurgião plástico, que é a especialidade com capacitação e habilitada para realizar esse procedimento.

Dê preferência para profissionais que sejam membros da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, que vão seguir os padrões de qualidade do órgão.

 

COMO É O PRÉ-OPERATÓRIO DA MAMOPLASTIA REDUTORA

O pré-operatório É BEM SIMPLES:

Fazer exames pré-operatórios, como exames laboratoriais completos, exame cardiológico e avaliação cardiológica.
Suspender alguns medicamentos, como hormônios e vitaminas, trinta dias antes do procedimento;
Não fumar 30 dias antes da cirurgia;
No dia da cirurgia, jejum de oito horas;
Não usar maquiagem para evitar irritações;
É preciso avisar com antecedência se usa megahair e/ou cílios postiços porque será preciso retirá-los para fazer o procedimento.

 

COMO É A CIRURGIA

A técnica que eu executo é fazendo a retirada de tecido mamário, gorduroso e pele de uma determinada região da mama. Depois, eu faço uma remodelagem da mama.
A cicatriz pode variar com cada caso, mas quanto menor for a mama, menor será a cicatriz. Elas podem ser ao redor da aréola ou em formato de T invertido, que vai da aréola e continua como uma linha vertical.
O tempo de cirurgia tem duração em torno de 2 horas a 2 horas e meia, podendo ser um pouco mais rápida ou mais lenta do que isso, dependendo do caso;
A anestesia recomendada é a geral.

 

COMO É A RECUPERAÇÃO

Após a cirurgia, a paciente aguarda a recuperação da anestesia e já recebe alta.
Ela vai para casa seguindo algumas orientações:
Durante o primeiro mês depois da operação não pode fazer esforço físico forte, especialmente nos braços. Depois, com as avaliações de retorno as atividades vão sendo liberadas gradativamente até a alta final.

Exposição ao sol também tem que pegar leve. Não podem raios ultravioletas na cicatriz, aliás não pode em qualquer cicatriz porque o risco é de manchar definitivamente. Então, usar protetor solar acima de fator 30 de proteção, sempre!

A dieta deve ser leve nos primeiros sete dias para evitar dores no estômago, já que devem ser usados antibióticos, antiinflamatórios e analgésicos.

A paciente deve usar sutiã cirúrgico pelo tempo determinado pelo médico. Ele só pode ser retirado durante o banho.

Os curativos são trocados todos no consultório nos primeiros 15 dias, sendo eventualmente orientado a ser feito em casa. A cicatrização final se dá em torno de 2 anos e meio.

 

QUAL O CUSTO?

Os custos envolvidos na realização dessa cirurgia incluirão a diária do centro cirúrgico, anestesista, cirurgião plástico e assistente, além de instrumentador.
Para o período de pós-operatório, o valor também irá incluir consulta de retorno e acompanhamento médico pelo tempo necessário.
Fora isso, a paciente precisa colocar em seu planejamento financeiro a compra das medicações que serão tomadas em casa, que são antibióticos e analgésicos, além de valores de cintas, sutiãs de sustentação especiais, que serão usados de acordo com as orientações médicas.
Vale lembrar também de contar os dias de recuperação, especialmente para profissionais autônomas.